Governo de Sergipe inaugura Central de Libras para pessoas com deficiência auditiva

9 de dezembro de 2019 - 16:55

A partir de agora, as pessoas com deficiência auditiva podem ter acesso gratuito a serviços de tradução e interpretação prestados por profissionais especializados na Língua Brasileira de Sinais. Nesta terça, 30, foi inaugurada a Central de Interpretação de Libras (CIL), localizada no Centro de Atendimento ao Cidadão (Ceac) situado na Rua do Turista. Implantada pelo Governo de Sergipe, por meio da Secretaria de Estado da Mulher, Inclusão e Assistência Social, do Trabalho e dos Direitos Humanos (Seidh), a CIL funcionará de segunda a sexta-feira, das 07h45 às 12h e das 14 às 17h45, e disponibilizará três tipos de serviço para facilitar a comunicação das pessoas com deficiência, promovendo exercício da cidadania e inclusão social.

Ramoniele dos Santos é uma dos três intérpretes de Libras do Instituto Pedagógico de Apoio à Educação do Surdo de Sergipe (Ipaese) que atuarão no local, e explica que a Central disponibilizará profissionais para acompanhar o público surdo a órgãos públicos, como posto de saúde e hospitais, biblioteca e bancos. “Prestaremos esse serviço mediante agendamento, além do atendimento presencial e virtual, que se dará por meio do Skype. O surdo pode entender tudo, mas tem dificuldade na comunicação. Muitas vezes é a família que pode ajudar, o que limita a pessoa com deficiência. Por isso, a CIL é essencial para esse público, que agora poderá se locomover conosco até suas atividades e responsabilidades, sem depender exclusivamente da família”, revela.

A secretária da Seidh, Marta Leão, afirmou que a Central representa avanço nas políticas de acessibilidade e inclusão da pessoa com deficiência. “Quando pensamos na quantidade de pessoas que a CIL irá beneficiar, temos a certeza que valeu à pena todo esforço. Todas elas poderão encontrar aqui o suporte necessário ao exercício da sua cidadania e, sobretudo, o acolhimento do Estado em forma de incentivo ao seu desenvolvimento”, disse a secretária.

De acordo com a promotora de Justiça especializada nos direitos da Pessoa com Deficiência, Berenice Andrade de Melo, o objetivo do Ministério Público é que todos os órgãos tenham em seus quadros alguém que atenda a esse público. “No entanto, a gente sabe da deficiência desses profissionais no mercado. Então, enquanto se desenvolve essa carreira, é de grande serventia que a Central de Libras esteja aqui, onde as pessoas com deficiência possam chegar e requisitar para se dirigir aos órgãos, onde se façam compreender, se façam ouvir”, pontuou.

Conquista

Presente na inauguração, o presidente da Comissão Estadual pela Mobilidade e Acessibilidade de Sergipe (Cema), José Leonel Vieira, comentou sobre a importância da Central para o público a que se destina. “Essa conquista é muito proveitosa para as pessoas com deficiência auditiva. Assim, eles terão maior conforto e liberdade de expressão. Esse governo tem olhado para a acessibilidade e nós ficamos satisfeitos quando os gestores se preocupam com isso”, declarou.

Luiz Carlos da Silva, ativista do Conselho Estadual da Pessoa com Deficiência (CEDPcD/SE), também afirmou que a inauguração da Central representa grande conquista para quem milita pela causa. “É a realização de um sonho pelo qual vivemos lutando, inclusive através da amiga Jane Mare da Rocha, vice-presidente do CEPDcD. Tivemos avanço muito grande em Sergipe e friso que, enquanto pessoa com deficiência, sempre lutarei para realização de projetos como esse, que proporcionam nossa inclusão, garantida pela Lei Brasileira de Inclusão [13.146/2015], pois a deficiência está no meio e não nas pessoas”, destacou Luiz Carlos.

Para Maria Lygia Maynard Garcez, fundadora da Associação de Pais e Amigos dos Deficientes Auditivos de Sergipe (Apada), a Central de Libras será uma referência, para onde a ONG – reconhecida como de utilidade pública federal, estadual e municipal – poderá encaminhar as pessoas que necessitarem. “Finalmente a pessoa com deficiência auditiva foi contemplada. Ela não representa fisicamente a deficiência que tem, mas as necessidades que carrega são muito grandes, inclusive na hora de pedir auxílio em um banco, hospital, etc., e ela não consegue se comunicar. Agora com esse espaço a gente tem para onde encaminhar. Há muitas pessoas que precisam de orientação”, finalizou.

Sobre a Central

A implantação da CIL em Sergipe foi possibilitada através de convênio celebrado com o Governo Federal. Para garantir o seu funcionamento, a Secretaria Especial de Direitos Humanos do Ministério da Justiça e Cidadania forneceu um veículo, equipamentos de informática e mobiliário. Ao Governo de Sergipe coube a cessão do espaço, garantida através de Termo de Cooperação Técnica celebrado entre a Seidh e a Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag); a alocação de recursos para manutenção da Central; além da contratação de pessoal; perfazendo investimento anual de cerca de R$ 200.000 do Governo de Sergipe. Os interessados no serviço podem obter mais informações através do telefone (79)3222-9447.

(Fonte: ASN)


SEAD - Secretaria de Estado da Administração
Rua Duque de Caxias, 346 - São José - CEP: 49015-320 - Aracaju - SE
Tel: (0xx79)3226-2200 - Fax:(0xx79)3214-0306
Atualizado em: 02/12/2021 07:44:17am
Horário de Atendimento: 07h às 13h