Observatório divulga dados sobre o idoso em Sergipe

9 de dezembro de 2019 - 17:12

nformações são baseadas na Pesquisa Nacional de Saúde de 2013

 

 R3 3067Tendo em vista o Dia Internacional do Idoso, que será na próxima quinta-feira, 1º de outubro, o Observatório de Sergipe, instituição vinculada à Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag), divulga nesta semana dados sobre a qualidade de vida desta parcela da população. As informações são baseadas na Pesquisa Nacional de Saúde de 2013 (PNS), que tem tido seus dados divulgados paulatinamente ao longo de todo o ano pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em parceria com o Ministério da Saúde.

De acordo com a Lei 10.741, de 1º de outubro de 2003, é considera idosa a pessoa com idade maior que sessenta anos, a qual é assegurada, com absoluta prioridade, a efetivação do direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, à cultura, ao esporte, ao lazer, ao trabalho, à cidadania, à liberdade, à dignidade, ao respeito e à convivência familiar e comunitária.

É sabido que Sergipe, assim como todo o Brasil, vem passando por uma transformação demográfica, dentre as quais está o envelhecimento populacional. A realidade brasileira hoje é de queda na fecundidade e aumento da expectativa de vida, consequentemente, a população mais velha vem ganhando mais espaço no perfil populacional. A população de 60 anos ou mais no estado representava 11% da população em 2013, o que correspondia a cerca de 240 mil pessoas, sendo a maior parte do sexo feminino (55%). Entre a população sergipana de idosos, aqueles com idade entre 60 e 69 anos eram a maioria (56,4%), seguidos pelos que tinham de 70 a 79 anos (30,9%) e pelos de 80 anos ou mais, 12,7% .

Outro ponto que merece ser destacado diz respeito a pirâmide etária sergipana. Nela é possível ver o envelhecimento da população sergipana, que em 10 anos, saltou de 7,6%, para os atuais 11,0% da população, um aumento de cerca de 40% na representatividade deste segmento. “Ocorreu um estreitamento da base da pirâmide, principalmente na faixa etária do 0 aos 4 anos, e um crescimento expressivo de pessoas com 70 anos ou mais, devido à taxa de natalidade descendente e o aumento da expectativa de vida”, explica o coordenador do Observatório de Sergipe, Ciro Brasil.

A pesquisa destaca também outros aspectos da terceira idade em Sergipe, como: 7,7% dos idosos tinham limitações para realizar atividades da vida diária em seus domicílios, como comer e se vestir; 18% encontravam obstáculos para executarem atividades instrumentais de vida diária, como fazer compras e tomar medicamentos; 22,2% de pessoas de 60 anos ou mais participavam de atividades sociais organizadas; dentre outros dados.

A pesquisa completa pode ser visualizada aqui.

 

(Foto: Victor Ribeiro/Seplag)


SEAD - Secretaria de Estado da Administração
Rua Duque de Caxias, 346 - São José - CEP: 49015-320 - Aracaju - SE
Tel: (0xx79)3226-2200 - Fax:(0xx79)3214-0306
Atualizado em: 29/11/2021 01:41:22am
Horário de Atendimento: 07h às 13h