Projeto itinerante do Governo leva mais de 74 serviços para região do Baixo São Francisco

9 de dezembro de 2019 - 17:14

Praça cheia e diversos benefícios sendo ofertados à população. Foi assim a manhã desta terça-feira, 15, primeiro dia de realização de ações do Governo do Estado no município de Neópolis, com o objetivo de levar gratuitamente aos moradores serviços considerados essenciais para o desenvolvimento social. Atendimentos como retirada de identidade e carteira de trabalho, marcação de exames e consultas, orientações sobre direitos da mulher, cadastro no Bolsa Família e mais uma gama de iniciativas estão sendo disponibilizados na cidade até o dia 17.

Mais de 74 serviços foram ofertados dentro da proposta do Seidh e Ceac Itinerante, desenvolvidos pelas Secretarias de Estado da Mulher, da Inclusão e Assistência Social, do Trabalho, dos Direitos Humanos e Juventude (Seidh) e Planejamento (Seplag), respectivamente, que frequentemente interagem com os moradores e atendem às necessidades da população mais humilde do estado. Além desses, outros órgãos estaduais colaboram na prestação de atendimento à comunidade.

O agricultor José Bentos dos Santos, morador do povoado Mundéo da Onça, em Neópolis, aproveitou a chegada da ação itinerante para solicitar a segunda via da identidade, CPF e título de eleitor, pois havia perdido os documentos originais.

“Se não tivesse essa ação aqui, teria que ir para Aracaju. Aproveitei para mandar fazer em Neópolis, pois é mais prático. Aqui tem meio mundo de gente sem documento e se todos tivessem que ir até a capital, ia dar muito trabalho e ter muito gasto. Se fosse para dar uma nota, daria 10, pois o serviço é interessante e está ajudando quem é pobre”, comentou José Bento.

“Sem contar as pessoas que vamos atingir com visitas que iremos realizar aos povoados. Nossa previsão é ir até 15 localidades do Baixo São Francisco, saber como estão comunidades que realizam atividades econômicas como artesanato e pesca. Em Brejo Grande, por exemplo, vamos distribuir 250 cestas básicas para famílias que identificamos que estão passando por necessidades”, relatou a secretária Marta Leão.

Se no Ceac Itinerante o serviço mais prestado é o de solicitação de identidade, segundo conta o supervisor Ângelo Sobral, na área de inclusão, o escritório móvel do Bolsa Família é o que recebe mais visitas. Rosineide dos Santos tem seis filhos e aproveitou para renovar o cadastro no programa que oferece auxílio na renda familiar. “Se o governo está ofertando essa ação de graça, temos que aproveitar. Essas iniciativas são boas para a população e vou conhecer também quais são os outros atendimentos prestados aqui”, disse.

A intenção do serviço itinerante do governo é atender a todas as regiões ainda este ano. A informação é da secretária Marta Leão, que explica que atender melhor a população e promover inclusão social são pré-requisitos para a realização das iniciativas.

“Há uma dificuldade do povo muito grande em se deslocar e ter ciência de cada serviço e programa que o governo oferece. Como Aracaju fica muito distante, as pessoas mais carentes dos povoados têm dificuldade em saber onde podem realizar os serviços, por mais que sejam os mais populares e antigos. Foi pensando nisso que o Governo de Sergipe criou esse projeto”, pontuou a gestora.

Oferta de serviços

O supervisor do Ceac Itinerante , Ângelo Sobral, falou sobre o objetivo de levar a oferta de serviços básicos à população do interior. Ele explica que documentos como identidade e CPF são entregues na mesma hora para os solicitantes. Já a carteira de trabalho, leva 15 dias para serem encaminhados ao município.

“A população sai satisfeita com o atendimento. Ela já vai embora com documento novo e, muitas vezes, resolve um serviço de banco que não conseguia fazer. Para mim, isso é gratificante”, conta Ângelo Sobral.

Além da retirada de documentos oficiais, a população tem acesso a informações como verificação de regularidade de placa veicular, seguro desemprego, situações de risco, calamidade, seca ou alagamento (Defesa Civil); emissão de boletos para pagamento; e ainda oportunidade de receber orientações e palestras sobre alimentação saudável, saúde, violência doméstica, inclusão produtiva e direitos humanos.

A agricultora de Neópolis Maria José França Martins recebeu orientação sobre agressão contra a mulher e aprovou a iniciativa. “Gostei do que foi dito e acho que é importante, pois muitas vezes a gente não sabe sobre essas coisas. Pode ter até alguma mulher aqui que foi agredida e essa orientação pode ajudá-la”.

Para o padeiro Walter Lima, que foi solicitar a 2ª via da carteira de trabalho, a equipe do projeto itinerante está sendo prestativa e as ações são práticas e rápidas. A cuidadora Ariane Gomes também gostou do atendimento. “O pessoal está esclarecendo as dúvidas que temos. Espero que a iniciativa volte sempre para cá, pois tem gente que tem dificuldade de ir para Aracaju e quando vai, às vezes não consegue senha e tem que viajar de novo, se tornando um desgaste. E com o serviço sendo ofertado aqui, quem não conseguir atendimento hoje, pode voltar nos outros dias”,afirmou.

Projetos agrícolas

A rizicultura [cultivo de arroz] e aquicultura [produção em meio aquático], arranjos produtivos de destaque do Baixo São Francisco, também são alvo das ações do projeto itinerante. Segundo a secretária Marta Leão, presidentes de associações de moradores e agricultores procuram a iniciativa para obter esclarecimentos e ajudar a desenvolver suas atividades econômicas.

De acordo com a diretora do departamento de inclusão produtiva da Seidh, Heleonora Cerqueira, alguns povoados serão visitados nesses três dias de projeto, a fim de colaborar nos arranjos produtivos locais.

“Aqui nessa região temos alguns projetos de geração de renda através da criação de peixe tipo tilápia em tanques redes. No povoado Betume temos até uma iniciativa que beneficia 25 famílias. No fim de 2014, deixamos lá uma produção de 20 toneladas. A secretaria está trabalhando fortemente em parceria com o Sebrae para dar suporte a esses grupos na gestão do empreendimento”, comentou Heleonora.

Outra iniciativa que recebe orientação da secretaria é uma associação de rizicultores do povoado Serrão, em Ilha das Flores, que vai ser visitada nesta quarta-feira, 16. Eles tiveram acesso a um trator e uma colheitadeira de arroz e vão receber do governo orientações com o objetivo de alavancar a comercialização dos produtos.

Essas e outras ações itinerantes já estão sendo planejadas para o decorrer do ano, e, não só o interior, como bairros da capital sergipana serão contemplados. Segundo a secretária Marta Leão, a partir de outubro a primeira localidade a receber a iniciativa em Aracaju é o bairro Santa Maria. “Além disso, estamos planejando a próxima ação no Agreste. Nossa preocupação é que a família continue sendo um laço de sustentação para todos. Estamos aqui à disposição”, finalizou.

 

(Fonte: ASN)


SEAD - Secretaria de Estado da Administração
Rua Duque de Caxias, 346 - São José - CEP: 49015-320 - Aracaju - SE
Tel: (0xx79)3226-2200 - Fax:(0xx79)3214-0306
Atualizado em: 02/12/2021 07:26:25am
Horário de Atendimento: 07h às 13h