SEAD discute próximos passos para implantação do eSocial e regularização do cadastro dos trabalhadores no banco de dados

11 de janeiro de 2020 - 12:00

Visando garantir a consistência dos dados cadastrais em relação aos existentes na base de dados do Sistema Integrado de Pessoal do Estado de Sergipe (SIPES), o Governo de Sergipe, através da Secretaria de Estado da Administração (SEAD), realizou nessa quinta-feira (9) uma reunião com diretores do DAF, contabilistas e gestores de RH da Administração Direta e Indireta.

Segundo o coordenador da assessoria técnica da Superintendência Geral dos Recursos Humanos da SEAD e da Comissão Especial de Trabalho do eSocial, Elson Amorim, foi criada uma comissão com a finalidade de efetivar medidas visando a implantação do sistema no âmbito dos órgãos e entidades do Poder Executivo Estadual. “A qualificação cadastral deve ser realizada por todos os órgãos do Governo do Estado, uma vez que os dados constantes em seus softwares serão confrontados com os dados contidos pelo próprio eSocial e, se houver qualquer divergência, serão rejeitados”.

Elson Amorim alertou que a SEAD vem construindo as ferramentas de comunicação entre o SIPES e o eSocial – programa que amplia a capacidade de fiscalização do Estado e melhora a formulação de políticas públicas do país – já que o governo contará com uma informação única, consistente e de validade.

O coordenador destacou ainda que é responsabilidade efetiva da SEAD fazer com que o SIPES esteja adequado ao eSocial, mas que é responsabilidade exclusiva de cada órgão o envio da massa cadastral e dos procedimentos. “A responsabilidade pela implantação da massa de informação compete à Administração Direta e Indireta. A SEAD cabe adequar o SIPES”, frisou.

Participando da reunião a superintendente geral de recursos humanos (SGRH), Zélia Mendonça, ressaltou a importância dos avanços já alcançados com a adequação do SIPES para essa nova realidade do eSocial. “A partir de agora temos que regularizar os cadastros e pra isso convocamos os setores responsáveis e demos um prazo até o dia 28 de janeiro para preenchimento do primeiro módulo”, disse Zélia, reforçando que cada órgão tem a obrigação de encaminhar os seus dados e dos seus servidores. “O eSocial será um instrumento de transparência e austeridade para a folha de pagamento. Isso significa que todos serão beneficiados ao usar o eSocial no cumprimento de suas obrigações legais”.

O desenvolvedor do sistema da SEAD, Joangeles Lopes, afirmou que a atualização da ferramenta vem sendo desenvolvida principalmente para customizar os dados. “O sistema é um meio genérico de forma consolidada pro eSocial que é um repositório de informações trabalhistas, estatutárias, previdenciárias, fiscais, tributárias e fundiárias dos empregados e órgãos públicos, formando um banco de dados único que armazenará a vida laboral do trabalhador”, afirmou, ressaltando que a SEAD já está trabalhando na finalização do primeiro módulo e já começou a elaboração dos demais módulos do sistema.

A servidora da Emsetur, Marleide Alcântara, revelou que o eSocial é uma demanda que hoje obriga todos os tipos de empresas e entidades, tanto da iniciativa pública como privada a se adequarem. “É uma ferramenta de transmissão das informações do eSocial, é uma realidade que precisamos abraçar e se capacitar cada vez mais”, comentou, destacando que a prestação das informações pelo eSocial substituirá, na forma disciplinada pelos órgãos ou entidades, o procedimento do envio das mesmas informações por meio de diversas declarações, formulários, termos e documentos relativos às relações de trabalho.

 

 


SEAD - Secretaria de Estado da Administração
Rua Duque de Caxias, 346 - São José - CEP: 49015-320 - Aracaju - SE
Tel: (0xx79)3226-2200 - Fax:(0xx79)3214-0306
Atualizado em: 08/12/2022 11:41:15am
Horário de Atendimento: 07h às 13h