Técnicos da Seplag e IBGE percorreram limites sergipanos com os estados da Bahia e Alagoas

9 de dezembro de 2019 - 16:46

Técnicos percorreram o sertão entre os dias 24, 25 e 26 de novembro

Dando continuidade ao trabalho de revisão dos limites territoriais do estado, equipes da Superintendência de Estudos e Pesquisas da Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão (Supes/Seplag), e do IBGE, percorreram os limites sergipanos com os estados da Bahia e Alagoas com o objetivo de confirmar a localização da foz do rio Xingó na sua confluência com o rio São Francisco, na divisa entre esses Estados. A expedição aconteceu entre os dias 24, 25 e 26 de novembro na região de Canindé do São Francisco.

A expedição se fez necessária, pois a desembocadura do rio Xingó está descrita no decreto-lei de 1938 como marco divisório entre os estado de Sergipe, Bahia e Alagoas. Porém, com a inundação da barragem, a desembocadura do rio Xingó no rio São Francisco foi afogada, o que passou a impossibilitar a identificação visual do local onde os rios se encontram.

Como o uso de materiais cartográficos, como cartas topográficas e imagens de satélite, os técnicos puderam levantar o marco divisório. Porém, havia a necessidade de in loco verificar tal posição com o GPS. Neste sentido, a ida para o campo serviu para que os técnicos das duas instituições aproximassem o máximo possível do marco levantado, finalizando assim, a etapa de reconhecimento da área para definir precisamente os limites entre os estados de Sergipe e Bahia. Além disso, o campo oportunizou uma aproximação com a unidade da CHESF em Xingó, com a coleta de mais material cartográfico da área para maior definição do marco em questão.

“A última campanha de campo para a definição dos limites entre Sergipe e Bahia serviu para elucidar um marco que ainda não havia sido levantado em campo, a confluência do rio Xingó com o rio São Francisco. Uma área que requer bastante cautela na correção dos limites, pois fazer uma redefinição sem critérios técnicos e sociais pode gerar problemas graves na distribuição dos recursos, principalmente numa área cujos recursos são oriundos da exploração da energia elétrica”, explica Fernanda Lopes, técnica da Supes/Seplag presente na expedição.

Durante os dias de estudo os técnicos das duas instituições para observar o uso e ocupação das ilhas ao longo do rio São Francisco, abaixo da represa de Xingó, para iniciar o planejamento de uma nova campanha de campo a ser iniciada em 2017, que irá redefinir os limites entre Sergipe e Alagoas.

Redefinição dos limites

Os limites territoriais entre Sergipe e Estados vizinhos vem sendo estudados ao longo de todo ano de 2016, inicialmente com o Estado da Bahia. O resultado desses estudos foi apresentado na semana passada na Assembleia Legislativa de Sergipe. Além disso, a equipe da Supes/Seplag tem realizado uma redefinição territorial de alguns municípios do Estado, que tem territórios conflituosos, como Japoatã e São Francisco, por exemplo.


SEAD - Secretaria de Estado da Administração
Rua Duque de Caxias, 346 - São José - CEP: 49015-320 - Aracaju - SE
Tel: (0xx79)3226-2200 - Fax:(0xx79)3214-0306
Atualizado em: 05/12/2021 13:00:20pm
Horário de Atendimento: 07h às 13h